Search
  • José Luiz de Souza - Colunista Social

Surrealismo virtual



Nascido na Colômbia, o artista plástico contemporâneo Pablo Manrique, que residiu em Guaratinguetá onde concluiu uma obra no Seminário Frei Galvão antes de transferir residência e atelier para a área rural na estancia climática de Cunha, está com uma exposição virtual – a "Resiliência" organizada pelo Instituto Cervantes de Brasília, em colaboração com as embaixadas de Colômbia e Espanha. A estreia se deu com um vídeo inaugural no último dia 03 de julho, em forma de postagens nas redes sociais do Instituto Cervantes de Brasília e também da embaixada da Espanha no Brasil que estão publicando diariamente um quadro de Pablo até o dia 19 próximo. A presença desse artista renomado na região foi descrita pelo crítico de arte Walter Addeo, da Associação Paulista dos Críticos de Arte (APCA) como “O Vale ganhou, assim, um artista completo dono de uma obra personalíssima, de um colorido exuberante” e completou “Pablo Manrique é, antes de tudo, um artista da cor e o uso dessa paleta de colorido intenso abre espaço para um inconsciente onírico, colocando-o em consonância com os melhores coloristas do continente. Ecos de Frida Kahlo, de Diego Rivera pairam por essas flores, esses vasos, cujo “detalhismo” faz pensar no melhor de uma arte de joalheria. ”

Visite a mostra virtual “Resiliência”, de Pablo Manrique para ser acompanhada nos endereços online:

https://www.facebook.com/pg/InstitutoCervantesBrasilia/posts/;

https://www.instagram.com/institutocervantesbrasilia e

https://www.pablomanrique.com.br/online-exhibition


Original: Jornal O Vale

0 views